Garotinho ganha ainda mais força na disputa pelo governo do Rio



A declaração publicada  esta semana em um jornal do Rio, que não deve ser de Lula mas vazou como sendo, parece ter agradado e ajudado muito a campanha de Anthony Garotinho.
Pesquisas apontam que os dois estados onde o PT não tem penetração e Dilma pode perder são Rio de Janeiro e São Paulo.
O estrago que a grande mídia fez ao PT no episódio do mensalão foi fundamentalmente capitaneado por jornais do Rio e de São Paulo.
O PR de Garotinho tem apoiado Dilma, e Dilma tem dado reciprocidade - o Ministério dos Transportes, que teve papel estratégico nas privatizações dos aeroportos, é de César Borges, do PR.
Garotinho tem liderança forte no Norte Fluminense e na Baixada, que representam 25% de todo o estado. Mesmo que seja expulso de palanques, se houver coligação com partidos como o DEM ou o PSDB, que têm penetração na cidade do Rio, Garotinho torna-se um candidato forte. Talvez o mais forte.
Não podemos deixar de considerar que o grupo do PMDB - sempre governista - vai apoiar para o governo Anthony Garotinho.
Este grupo é consciente de que não pode apoiar o candidato do PT, Lindbergh Farias, pois já foi derrotado na eleição para o Senado.
A este grupo regional, não resta outra alternativa a não ser apoiar Garotinho.
 Fonte: JB

Sem comentários:

Enviar um comentário