Hotéis, restaurantes e ambulantes: turismo movimenta mais de R$ 8 milhões no Farol



A oposição tem criticado a programação de shows e os valores pagos. Porém não são gastos, são investimentos. Os números mostram claramente!!!

Na temporada de verão, o turismo aquece a movimentação financeira no Farol de São Tomé. Empresários do setor de hotelaria e restaurantes, além de comerciantes, ainda estão comemorando os resultados que chegaram a R$ 8 milhões de circulação, de acordo com levantamento da Associação de Comerciantes, Hotéis e Similares do Farol (Aschom). A programação da prefeitura, elaborada através da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, foi a principal responsável pelo bom desempenho da economia na praia campista que recebeu uma média de 60 mil pessoas a cada final de semana quando os hotéis e pousadas tinham 100% de ocupação.

O setor imobiliário também está sendo aquecido, além do comércio de ambulantes. "Janeiro bombou, foi excelente, muito bom mesmo, bem acima daquilo que esperávamos", destacou o presidente da Aschom, Odirlei Carlos Henrique.

Para fevereiro, a expectativa é das melhores, mesmo com a volta às aulas. Responsável pelo setor de reservas do Hotel Garoupas, Michele Rocha, contou que, com aula nas escolas, o movimento cai um pouco de segunda à sexta-feira mas, aos sábados e domingos, 70% das vagas na rede hoteleira permanecem ocupadas. Já, no carnaval, o sucesso é garantido, pois na maioria dos hotéis e pousadas do Farol não há mais vagas. 

Ambulantes do Farol comemoram vendas em janeiro

A Associação dos Ambulantes do Farol de São Tomé também divulgou, esta semana, a movimentação financeira do setor durante o mês de janeiro, que girou em torno de R$ 300 mil, de acordo com o presidente, Kelynton César Queiroz. Na praia campista, são cerca de 280 vendedores ambulantes entre fixos, circulantes e os que trabalham com artesanato, todos cadastrados na Associação e pela Subsecretaria de Posturas. 

Ao todo, 250 ambulantes atuam no Verão da Família 2014 com crachás e cartões fornecidos pelo órgão, para facilitar a fiscalização. São 150 ambulantes circulando com a venda de bebidas em toda orla, 30 no artesanato e 70 barracas de alimentos em geral. "As atrações foram muito boas e bastante organizadas. Isso trouxe muito público para a praia", destacou Kelynton César.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Wainer Teixeira, disse que a prefeitura se empenhou em criar uma infraestrutura adequada no balneário que também beneficiou os médios e pequenos empresários. “A nossa secretaria deve estimulá-los e apoiá-los para se formalizem para que, assim, tenham mais segurança”, diz o secretário de Turismo.  


Dados divulgados pela assessoria da Prefeitura de Campos

Sem comentários:

Enviar um comentário