Escritório do cantor Luan Santana explica sobre valores de cachê em Campos e Macaé


Mais de 100 mil pessoas curtiram o show do cantor no Farol. (Foto: Rogério Azevedo)

O Jornal Folha da Manhã publicou na última semana questionamentos 
sobre o valor do cachê do cantor Luan Santana referente a apresentação na praia do Farol de São Thomé. Na oportunidade, o jornalista comparou o valor pago pela Fundação Cultural e pela Prefeitura de Macaé. A matéria publicada pelo jornal ressalta que a Fundação Cultural pagou R$ 53 mil, a mais que o executivo macaense. 
A FCJOL e o escritório do artista emitiram nota: 

"A Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima tomou a iniciativa de fazer contato com o escritório do cantor Luan Santana – que não foi procurado por nenhum jornal da cidade – a fim de esclarecer quaisquer dúvidas referentes à contratação do artista no Verão da Família na praia do Farol de São Thomé.

As contratações de shows por parte da FCJOL são feitas de forma transparente e dentro das exigências do Tribunal de Contas do Estado. Por isso, por solicitação da presidente da FCJOL, Patrícia Cordeiro, o departamento financeiro da LS Music - representante oficial do artista - manifestou-se através de e-mail elucidando o assunto referente a valores de shows do artista em Campos e Macaé. Quanto aos pagamentos referentes aos eventos do Verão da Família, a presidente informa que os dados são disponibilizados no Portal da Transparência e no Diário Oficial do Município, conforme preconiza o TCE".

Assessoria de Comunicação da FCJOL



Segue em anexo a resposta da LS Music.


Sem comentários:

Enviar um comentário