Greve dos rodoviários pode ter motivação politica: Empresas já receberam R$ 185 milhões da Prefeitura



De 2009 a setembro deste ano, as empresas de ônibus já receberam R$ 185 milhões de subsídio da Prefeitura de Campos. Somente em 2014, foram repassados R$ 22 milhões. O levantamento é do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT). Os valores não incluem a passagem de R$ 1 que os passageiros pagam ao embarcarem nos ônibus.

Prefeita Rosinha comenta sobre a greve

"Ao tomar conhecimento, na semana passada, que Campos viverá novamente o transtorno de uma greve de ônibus, me surpreendi. Não entendo o porquê desse movimento, pois a Prefeitura de Campos está rigorosamente em dia com o pagamento do repasse da passagem social. Estranhamente os rodoviários resolveram fazer essa paralisação dias antes da eleição. Só posso crer que seja um ato mais político do que de reivindicação. Todos sabem que os grandes empresários dos ônibus estão patrocinando a campanha do Pezão e, por trás disso, existem outros interesses, o de tentar desestabilizar a campanha do Garotinho. Eu tomei todas as providências jurídicas para garantir à população de Campos o direito de ir e vir. Cabe lembrar que na última greve feita pelos rodoviários foi detectado pelo Ministério Público que havia um conluio entre patrão e empregado. Quero deixar bem claro que o Ministério Público até prisão dos donos das empresas teve que fazer, pois foi considerada pela Justiça uma greve ilegal. Reflitam comigo: A quem interessa deixar o povo sem ônibus neste período eleitoral?"

Com informações da assessoria da Prefeitura e Blog do Ralfe Reis

Sem comentários:

Enviar um comentário